Seleção de handebol faz treino de uma semana em Portugal

Seleção de handebol em Portugal - CBHb/Divulgação

Após a histórica campanha no Campeonato Mundial na Alemanha e na Dinamarca em janeiro, quando ficou entre os nove melhores times, a comissão técnica reuniu a seleção brasileira  masculina para uma fase de treinamento em Portugal. O Complexo Desportivo de Rio Maior recebe a seleção até o domingo (14).

O objetivo principal é evoluir tática e tecnicamente para conquistar a vaga nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 no Pan-Americano de Lima em julho. A etapa de uma semana em Portugal foi viabilizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Dos 22 nomes convocados por Washington Nunes – depois de cortes por lesão – vão 21, com a incorporação de Raul Nantes à lista, que esteve presente no quadrangular preparatório e no Mundial. Além de Nantes, Oswaldo Guimarães, Rogério Moraes e André Martins integram o grupo para essa fase, o que manterá equilíbrio aos treinos.

“A ideia é manter o grau de trabalho que fizemos no Mundial, com bastante intensidade. Incorporamos situações novas e ao mesmo tempo damos continuidade a um processo que foi estabelecido tanto nos treinamentos quanto na competição [Mundial]”, analisa Nunes.

O técnico espera o mesmo nível de comprometimento que a equipe teve durante a campanha do Mundial e diz que os atletas têm consciência de estarem preparados para desempenhar as funções.

“Sabemos que daqui para frente toda e qualquer preparação é visando a vaga olímpica, então, temos de estar bastante atentos. Todo mundo tem que estar tentando dar o seu máximo. Agora, entra também uma escala de observação para a escolha de apenas 14 jogadores que vão ao Pan-Americano”, atenta o técnico.

MVP e artilheiro da partida contra a Croácia no Main Round do Mundial, o armador esquerdo Haniel Langaro diz que leva consigo a bagagem coletiva e individual pelo aprendizado e experiência no campeonato. “Acho que a vitória contra a Croácia foi pra mim – e pra nós – o momento mais marcante de todo o mundial. Nosso grupo é fora do normal. Nosso mês junto foi um dos melhores e com certeza levarei pra sempre comigo”, relembra o atleta.

Atuante no Campeonato Francês pela equipe do Dunkerque Handball, Haniel reconhece que ainda que o objetivo do Pan-Americano seja significativo, ter um grupo comprometido aos treinos e com mente vencedora, eleva as expectativas. “O elenco permanece praticamente o mesmo. Os jogadores novos que vão para a fase já sabem da nossa mentalidade e de como funciona dentro da seleção. A melhor maneira de encarar o nosso grupo no Pan é com muita vontade e seriedade”, conclui Haniel. (Do CBHb)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*