Escola realiza torneio de vôlei para ajudar a levar o time ao Estadual em Bonito

Abertura da 3ª Edição da Copa Dolor de voleibol masculino - Arquivo Pessoal

Em 2015, como forma de aumentar o volume de jogos para os alunos, devido à falta de torneios de vôlei infanto-juvenil em Campo Grande, a Escola Estadual Dolor Ferreira de Andrade promoveu a primeira edição da Copa Dolor de Voleibol masculino.

Agora, em sua quarta edição, prevista entre os dias 25 e 27 deste mês, com os jogos a serem disputados na escola situada no bairro Maria Aparecida Pedrossian, serão 14 equipes na Sub-18, e dez na Sub-15, e inclui times do Interior. Na edição anterior foram dez na Sub-18 e quatro na Sub-15. Segundo a professora de vôlei Vanessa Borges, agora existe mais demanda do que oferta. “Não dá para inscrever mais porque temos só três dias de competição. Aí, a gente tenta fazer o máximo em pouco tempo”, disse a técnica Nível 2 CBV, ao Só Por Esportes, na terça-feira (16), em entrevista por e-mail.

Com a inscrição por time a R$ 120, nos três dias de competição, o alojamento das equipes é na própria escola e gratuito. Almoço, café da manhã e janta sairá R$ 5 cada. Uma das idealizadoras da Copa Dolor, Vanessa explica os valores e porque este ano o torneio foi antecipado em um mês. “Na verdade, toda a arrecadação é para poder ir para o Estadual (programado para dezembro), e esse ano vai ser em Bonito. Então, só a filiação junto à federação é um salário mínimo. Mais o transporte que está em média de R$ 2 mil”, disse ao SPE.

Equipe da Dolor Ferreira de Andrade campeã estadual escolar – Arquivo pessoal

Em cinco anos de treinamento, a equipe conseguiu bons resultados. Vanessa cita o bicampeonato nos Jogos Escolares de Campo Grande e da Copa Pantanal, além da conquista do Jojums, da Copa dos Campeões, o que credenciou aos seus alunos a vaga ao Brasileiro. O foco agora é o Estadual.

Nesta edição, além de troféu e medalha para os três primeiros lugares, premiação individual para o destaque da competição e melhor levantador, Vanessa cita uma novidade: a escolha do melhor técnico, que será por meio de votação dos alunos.

A Copa Dolor atualmente conta com três apoios. E o Só Por Esportes perguntou: a Fundesporte, Federação de Voleibol do MS e G5 Transportes apoiarão especificamente em qual sentido?

Contratada pela Fundesporte, Vanessa explica que a Fundação de Desporto e Lazer do Estado  apoia por meio de projeto existente na escola. Não há ajuda financeira propriamente dita. A Federação de Vôlei de Mato Grosso do Sul (FVMS), segundo a professora e técnica, ajuda com os materiais esportivos como placares e rede. Já a G5 Transportes apoia com “inscrições, às vezes preciso de um transporte, ela dá um valor significativo. Não integral, mas significativo”.

“Aliás, eu preciso estar buscando mais apoio porque nosso projeto tem crescido bastante’, afirma. “É uma escola estadual, são alunos carentes, e está bem legal o trabalho, está bem bacana”, completa.

Para quem ficou interessado em assistir as partidas ou ajudar o trabalho de Vanessa, o endereço da escola é rua Orlando Daros.

*Se for reproduzir a matéria ou parte dela, cite a fonte, beleza?! É soporesportes.com.br

** Se puder, apoie financeiramente o nosso trabalho.  Contate a gente pelo fone/whats (67) 9.8109-5459 ou e-mails contato@soporesportes.com.br e lucianokisho@soporesportes.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*