Desde 2012, Sul-Mato-Grossense tinha Capital na final. Tinha

Jogadores mostram que esperam sentados a solução para atraso de salários do Comercial - Reprodução/TV Morena


*Permitida reprodução da matéria mediante crédito soporesportes.com.br

Aquidauanense e Águia Negra asseguraram neste domingo (7), as vagas para a final do Campeonato Sul-Mato-Grossense 2019. Os times venceram Comercial e Sete de Setembro e disputam o título nos dias 14 e 21 deste mês. O jogo de ida acontece no estádio Noroeste e a última partida do torneio será no Ninho da Águia.

A eliminação do Colorado em pleno Morenão deixou Campo Grande sem representantes na decisão. O que não acontecia desde 2012, quando Águia e Naviraiense disputaram o título, que ficou com o Rubro-Negro.

Nos seis anos seguintes, a Capital esteve presente. Confira:

2013 Cene x Naviraiense – Cene campeão

2014 Cene x Águia Negra – Cene campeão

2015 Comecial x Ivinhema – Comercial campeão

2016 – Sete de Setembro x Comercial – Sete campeão

2017 – Corumbaense x Novoperário – Corumbaense campeão

2018 – Operário x Corumbaense – Operário campeão

Protesto em Campo Grande, festa em Rio Brilhante

A vantagem do empate não foi suficiente para o Comercial voltar à uma final depois de três anos. O que restará aos comercialinos, além da eliminação, foi o protesto no começo do jogo. Os titulares sentaram no gramado como protesto no atraso dos salários. Gesto acompanhado pela equipe adversária, embora não há confirmação oficial de que no time do interior o problema também aconteça.

Dentro de campo, o Azulão dominou o jogo. A necessidade da vitória fez o time de Mauro Marino abrir o placar com Rodrigo, aos 36 minutos. Aos 44, André Bahia empatou e deu esperanças à torcida comercialina, que mesmo no jogo decisivo compareceu em número abaixo da expectativa.

Vitória merecida do Azulão em Campo Grande – Rádio Independente/Divulgação

Melhor para a torcida visitante, que no último dia 30 (sábado) comemorou a classificação à semifinal diante do Operário, após empate por 1 a 1. Neste domingo, o placar igual não interessava ao Azulão, que aos 8 da etapa final, chegou á vitória com gol de Jô. O restante do segundo tempo foi de pressão da equipe comandada por Mário Tilico, mas, pressionada pelo tempo e placar, pouco ameaçou o Aquidauanense, que pela segunda vez brigará pelo título inédito. Em 2011, foi vice ao perder do Amarelão de Campo Grande. Atualmente, o Cene está fora do cenário do futebol.

Em Rio Brilhante, até ‘Lebron James’ apareceu para dar uma força ao Rubro-Negro de Rio Brilhante – Instagram/aguianegrams

Em Rio Brilhante, a vantagem de perder por até dois gols de diferença não foi usada pelo dono da casa. Diante de 1930 torcedores, destes 1397 pagantes e renda de R$ 15.295, o Águia Negra virou para cima do Sete de Dourados, por 2 a 1, e aplicou 5 a 2 no resultado agregado da semifinal.

Giovani, aos 13 do primeiro tempo, animou o jogo para o Sete. Mas, Kareca, aos 18, e Jorginho, aos 39, fizeram na etapa final e confirmaram o time de Rio Brilhante em sua quarta decisão, e na luta pelo tricampeonato. O Rubro-negro ergueu a taça em 2007 e 2012.

*Permitida reprodução da matéria mediante crédito soporesportes.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*