Com dupla nascida em MS, grupo de 43 paratletas vai ao Mundial de Atletismo

Fabricio Júnior Barros - Saulo Cruz/EXEMPLUS/CPB

Gabriela Mendonça Ferreira e Fabricio Junior Barros Ferreira fazem parte do pelotão de 43 paratletas que embarcará na madrugada de quinta-feira (31) para Dubai, Os Emirados Árabes Unidos receberão o 9º Campeonato Mundial de Atletismo. O evento será sediado no estádio de do Dubai Club for People of Determination, entre os dias 7 e 15 deste mês.

Fabricio nasceu em Naviraí – a 364 km de Campo Grande – e fez sua carreira toda fora de Mato Grosso do Sul. Em Lima 2019, o paratleta que representa o Advir-SC conquistou dois pódios: 100m Masculino T12 – Ouro; 400m Masculino T12 – Bronze.

Gabriela Mendonça Ferreira medalhou no Parapan - Iema-SP
Gabriela Mendonça Ferreira medalhou no Parapan – Iema-SP

Revelada em Campo Grande, Gabriela faz parte da equipe Instituto Elisangela Maria Adriano (Iema), de São Caetano do Sul-SP. No Parapan de Lima, ela foi bronze no 100m feminino T12 e Ouro no salto em distância T11/12. Seu treinador é Amaury Wagner Verissimo.

Todas as regiões do país serão representadas neste Mundial de Atletismo. O Sudeste é o responsável pelo maior número de atletas, com 19 participantes. O Nordeste tem a segunda maior representatividade, com nove competidores, seguido pelo Norte, com oito. O Centro-Oeste (quatro) e o Sul (três) também têm sua parcela de integrantes.

Os 43 atletas estão divididos entre 29 homens e 14 mulheres. Por deficiência, a equipe brasileira é composta por 26 pessoas com limitações físicas, caso do paraibano Petrúcio Ferreira, recordista e campeão mundial dos 100m e 200m T47 (para amputados de braço). Dezesseis deficientes visuais e um deficiente intelectual também compõem o elenco. Doze atletas-guia estarão à disposição dos atletas em Dubai. 

A última edição do Mundial de Atletismo foi realizada em julho de 2017, em Londres. Nesta competição, o Brasil ficou no nono lugar do quadro-geral de medalhas. A equipe nacional foi composta por 25 atletas e conquistou 21 medalhas, sendo oito de ouro, sete de prata e seis de bronze. O melhor desempenho do Brasil em um Mundiais aconteceu em Lyon, em 2013, quando 40 medalhas foram conquistadas (16 ouros, dez pratas e 14 bronzes).  (Com CPB)

* Se puder, apoie financeiramente o nosso trabalho para que ele não acabe. Contate a gente pelo fone/whats (67) 9.8109-5459 ou e-mail contato@soporesportes.com.br e lucianokisho@soporesportes.com.br . Ou se só quiser trocar ideia, sugerir pauta, também vale, ok?!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*