Águia viaja para tentar feito inédito para MS na Copa do Brasil

Foto: Esporte Clube Águia Negra/Divulgação
Foto: Esporte Clube Águia Negra/Divulgação

Desde que a Copa do Brasil mudou a disputa das fases iniciais, em 2017, nenhum time de Mato Grosso do Sul chegou à terceira fase. Em Araraquara – a 275 km da capital paulista – nesta quarta-feira (26), às 19h30 (de MS), o Águia Negra tenta acabar com esta escrita diante da Ferroviária.

Invicto em jogos oficiais na temporada (cinco vitórias e um empate), o campeão estadual precisa da vitória para enfrentar na terceira fase um adversário que sairá depois de sorteio. Caso o jogo no interior de São Paulo termine empatado a decisão vai para os pênaltis.

Depois da edição de 2016, a CBF acabou com a possibilidade do jogo da volta nas duas primeiras fases. Desde então, Comercial, Novoperário e Operário foram eliminados já na rodada de abertura. Sete de Setembro, em 2017, e Corumbaense, em 2018, chegaram até a segunda fase, quando foram eliminados. Agora, o Águia tem talvez a melhor chance de ser o primeiro time de Mato Grosso do Sul a alcançar a terceira fase.

A equipe de Rodrigo Cascca folgou no Estadual, torneio que lidera com cinco pontos de vantagem, e assim teve quase uma semana para treinar de olho no elenco dirigido por Sérgio Soares.

Em entrevista dada a O Estado MS semana passada, o presidente do Águia Negra, Iliê Vidal, mostrou preocupação com a logística da viagem de Rio Brilhante até Araraquara. O objetivo é evitar o desgaste do elenco, fato que atingiu a delegação do Sampaio Corrêa-MA, eliminado pelo Rubro-Negro na primeira fase, em Rio Brilhante. O ônibus que leva o elenco ao sudeste do país deixou Rio Brilhante na segunda-feira (24).

Cascca elogia adversário, mas avisa: ‘temos que procurar jogar’

Já na estrada, na tarde de segunda, Cascca respondeu ao contato da reportagem. Questionado sobre qual será a proposta do time dentro de campo disse que, “é fazer um jogo inteligente seguro. Sabemos da força do adversário mas temos que procurar jogar”. Para a decisão, o time titular conta com apenas um desfalque. O treinador confirmou a ausência do lateral Wiliam, entregue ao departamento médico.

O comandante do Águia evitou comparação entre o adversário de quarta e o Sampaio Corrêa e alegou que dada equipe tem seu potencial. O respeito à Ferroviária é claro. “Tem muita qualidade, disputa talvez um dos principais e mais fortes estaduais do Brasil”, argumentou o técnico.

O time paulista eliminou o Avaí-SC na primeira fase da Copa do Brasil. No Paulista, o time de Araraquara tem a segunda pior campanha entre os 16 participantes com apenas uma vitória e três empates em sete partidas. No sábado, arrancou o placar de 1 a 1 com a Ponte Preta, em Campinas. (Com oestadoonline)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*